Seguidores

domingo, 23 de novembro de 2014

Sargo Monstro

video
Bem Pessoal

Entre duas tempestades em novembro com caranguejo fresquinho os sargos marcaram presença,
saindo uns exemplares troféus.
Consegui registar a captura em vídeo, espero que gostem

Até breve,
Sérgio Fernandes






sábado, 22 de novembro de 2014

sargo

Olá
Partilho convosco este sargo que me deu uma luta brutal e fez-me .
disparar o stradic.
até breve.

domingo, 9 de novembro de 2014

Robalão em família

Depois do almoço, o céu abriu e pôs-se um dia maravilhoso.
 A minha mulher pergunta-me se não quero ir até ao paredão ver o mar pois assim eu poderia
pescar ela lia um livro e os miúdos andavam de bicicleta .
Que proposta fabulosa-" penso eu." e lá fomos nós para o nosso passeio de domingo.

A receita é sempre a mesma, carretes com multifilar , ponteiras 0,60 e 0,80 no anzol só por causa das
tosses.
Duas pedradas de 160gr lá para dentro e depois  desfrutar um belo dia de domingo em família e cada um na sua.
 O toque foi coisa de indescritível, podem imaginar a guerra que é trabalhar um peixe com multifilar.
Estive um bocado a lutar com o peixe, juntaram se a mim os pescadores que estavam por perto e todos ajudaram-me a safar a onça, pelo qual agradeço.

Até breve.
Sérgio Fernandes

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Guisadinho de lulas


Segunda feira começou o dia já com frio e ao meio da manhã o tempo ficou carregado, as campainhas
começaram  logo a tocar .Robalos Robalos Robalos!!!!!
 Acabo o dia trabalho e por acaso a minha mulher também saiu cedo, mesmo a tempo de irmos buscar os miúdos, "uhm! isto está-se a compor."
 Só falta fazer o Jantar.
Descongelo uma lula, corto ás tirinhas e faço um guisadinho de lulas, que é muito apreciado aqui em casa, reservei duas tirinhas boas para os robalos.

Ao mesmo tempo que fazia o jantar comecei a fazer as minhas bricolages, mas estava com um dilema ou 0,52 fluorcarbono  ou 0,80 mono para os estralhos, tirei as dúvidas com os miúdos que me disseram "Pai usa o verde".E assim foi dois estralhos com 0.80 trancados com um 6/0 e um 4/0 de correr, Fiz uma montagem apetitosa .

Três beijocas e arranco  ...sem jantar !

Chego ao pesqueiro com condições maravilhosas, chuva á barda, vento que dobrava a cana sem peixe, um frio que entrava pelas calças acima, vai lá vai muito bom, ...para quem aprecia.
 Preparo as canas com dois carretes com entrançado, um 0,20 e outro 0,24 uma baixada de 0,60 mono
duas chumbadas de 160gr com fusíveis, pois as pedras agarram mesmo, e pedrada lá para dentro.
 Cheio de fome, mas super concentrado não tiro os olhos dos starlights,  entre o vento e a porrada das ondas no entrançado, tenho de descernir uma picada e ...                ... nada!!.

 Duas horas e tal depois, com as mesmas montagens dentro água, com a maré a aproximar-se do ponto , a barriga a pensar no guisadinho, começo a esmorecer..... bem não é desta !" tiro as canas e vou-me embora penso eu."
Tiro a primeira cana e estranhamente não ficou presa, voltou lá para dentro mais um bocado, o mesmo se passou com a segunda, já agora mais dez minutos.

 Dez vinte trinta...... TOQUE!!!!! duas trancadas....... agarro na cana,        enrolo devagarinho..... a chumbada andou um bocado .......TUM! TUM! Ferrada nos queixos,     com a mão a agarrar a bobine pois o drag está aberto ZZZZZZá ezzzztá!!!!!. fecho um bocado o drag e começo a puxar, a arrancada inicial é forte mas depois de começar a vir é sempre com a cabeça virada para mim sem espaço para manobras     pelo menos até chegar perto, porque ali é que vão ser elas!!! Vejo o peixe a olhar para mim aquela bola preta não engana ninguém é um Cabeçudo, sempre em tensão levo o peixe tudo para a direita para perto de um lajão já com uma onda ai a três metros a rebentar perto, o que foi o suficiente para o peixe subir e  ficar a seco, não há tempo a perder pois o peixe ainda está lá em baixo ai a uns 4 metros pode vir uma onda maior, largo a cana agarro o fio á mão e devagarinho subo quase 4 kilos para cima .
Tiro uma foto,  ajeito aquele bocado de isco e lanço outra vez, já sem fome nem frio só aquela sensação   boa.




Nisto chega o Amigo Manuel mesmo a tempo da segunda picada , um kilo e qualquer coisa mas a ferrada foi violenta .







 
 
Já embalados para uma próxima reunião familiar.
até breve,
Sérgio Fernandes.